Mensagem é sobre Lisboa, de Lisboa e para Lisboa.

Mas, além do que cabe normalmente aos jornais – sermos um lugar de histórias da cidade – aqui estamos para trabalhar com os lisboetas para uma melhor cidade. A Mensagem nasceu do desejo de um grupo de lisboetas, que por acaso são jornalistas, de melhorar a sua cidade. Por isso fazemos o que sabemos bem – descobrimos as histórias que nos inspiram a todos – mas, ou o fazemos convosco, lisboetas, ou não faz sentido o que fazemos. Por isso estamos convosco todos os dias, e em debates, reuniões de vizinhos, conferências, passeios e na cidade.

Sobre Lisboa, com lisboetas.

A nossa redação está na Baixa, na Rua Augusta; a sede, no café A Brasileira do Chiado (com Fernando Pessoa, inspirador do título, Mensagem, sentado e em bronze, à porta); e os leitores, perdão, os cidadãos, espalhados pelos bairros.

Se escolhemos um café para ponto de encontro é porque sublinhamos o ponto de encontro que queremos ser. Entre a Mensagem e os seus cidadãos há de permeio um computador ou um telemóvel ou uma conversa, mas sempre estaremos o que somos: juntos.

Porque este é um jornal de uma causa: Lisboa. 

Mensagem é jornalismo com todos os lisboetas, todos, mesmo. Os que cá moram, nasceram e trabalham, os que chegaram e ficaram, os que partiram e aqui deixaram o coração. Os que vivem esta cidade antiga e moça, feita de misturas, colinas, Tejo e luz.

Contamos o que nos orgulha termos sido e discutimos o que queremos ser para continuar o que somos e até mais e melhor.

Fazemos política, muita e intensamente. A dos transportes públicos e a da bicicleta e a do vaguear. A do lugar do trabalho e a do divertimento. A proximidade do banco para levantar a reforma. A do vizinho que não quer o logradouro desperdiçado e a do cidadão que quer suas as suas ruas e praças. Ah, e a política da extraordinária e, tanta vez, admirável História. 

Causas pela causa, Lisboa.

Nascemos no meio de uma pandemia. Este projeto começou a ser pensado no verão de 2020, quando duas vontades se encontraram: um grupo empresarial – Grupo O Valor do Tempo – queria dinamizar a vida cultural do café A Brasileira do Chiado e um grupo de jornalistas acreditava que havia muito que fazer no jornalismo local.

O objetivo era comum: homenagear a cidade única que é Lisboa. Hoje, Mensagem reúne um grupo de jornalistas, jovens e experientes, colaboradores e companheiros vários nesta missão de dedicar-se à nossa cidade, Lisboa.

A nossa página de transparência pode ser consultada aqui.

Quem é a nossa equipa

A Mensagem tem uma equipa fixa e colaboradores. Catarina Carvalho, Ferreira Fernandes, Nuno Mota Gomes, Álvaro Filho, Ana da Cunha, Catarina Reis, Frederico Raposo, Inês Leote são a equipa principal e como colaboradores tem Karyna Gomes, Catarina Pires, Rita Ansome, Rita Côrte-Real, Cláudia Carvalho, Maria João Martins, Líbia Florentino, Orlando Almeida, entre outros.

Nuno Mota Gomes, Catarina Pires, Ana da Cunha, Ferreira Fernandes, Alvaro Filho, Catarina Reis, Karyna Gomes, Frederico Raposo, Inês Leote, Catarina Carvalho e Stephen O’Reagen. Foto: Rita Ansone

Conheça melhor a nossa equipa, aqui.

O Conselho Editorial reúne mensalmente é constituído por pessoas de fora da nossa bolha que nos ajudam a fazer este caminho: Ana Pereira (bicycle mayor de Lisboa), António Quaresma (O Valor do Tempo), Armando Cabral (modelo e empresário), António Brito Guterres (Iscte e Fundação Aga Khan), Dora Santos Silva e João Seixas (UNL-FCSH), Geert Linebank (ITN e Reuters Foundation), José Manuel Esteves, Paulo Pena (Jornalista Investigate Europe), Ricardo Mendes (Tekever).


É lisboeta? Sente-se lisboeta? Pode apoiar!

Quer fazer A Mensagem de Lisboa connosco? Apoie o que fazemos! Precisamos de si! Vamos ser, juntos, o que somos, uma comunidade à volta da maior das cidades: Lisboa. 

Apoie aqui.

E aqui, diga-nos como podemos melhorar, sugestões de temas, o que gostaria de ler, que temas mais motivam as suas leituras:

Inscreva-se para começar a receber a nossa newsletter e fazer parte dos nossos eventos.


O que disseram de nós

Quando a Mensgem foi lançada, houve muitos que nos vieram o seu abraço de boas vindas. Aqui pode ver uma série de reações:

Aqui, vários artigos que se escrveram sobre nós ao longo do tempo:

https://www.publico.pt/2021/02/24/local/noticia/nasceu-mensagem-lisboa-jornal-local-quer-comunidade-1952017

https://www.rtp.pt/play/p8239/e534910/pagina-2

https://www.rtp.pt/play/p260/

https://radiocomercial.iol.pt/podcasts/cenas-para-fazer/t1/nuno-markl-sugere-o-jornal-digital-mensagem-de-lisboa

https://www.esev.ipv.pt/dacomunicacao/?tag=mensagem-de-lisboa

E qui as reações ao projeto em crioulo:

https://www.rfi.fr/pt/programas/convidado/20220207-a-mensagem-de-lisboa-o-jornal-portugu%C3%AAs-que-d%C3%A1-not%C3%ADcias-em-crioulo

https://www.noticiasaominuto.com/pais/1885086/jornal-digital-mensagem-de-lisboa-vai-ter-noticias-escritas-em-crioulo

Wan-ifra

https://www1.folha.uol.com.br/mensagem-de-lisboa/

https://www.timeout.pt/lisboa/pt/noticias/a-mensagem-torna-se-o-primeiro-jornal-portugues-a-dar-noticias-em-crioulo-120321


Prémios e referências


Parcerias e projetos

Como jornalismo aberto à cidade, Mensagem tem várias parcerias. Recebeu uma bolsa inicial do Facebook Journalism Project, fez o aceleredor de Start Ups de Media da Google News Initiative, está incluída no Newspack – o projeto da Google com a WordPress para sites de editores locais e hiperlocais, trabalha com os estudantes da área de Jornalismo da FCSH da Universidade Nova de Lisboa e com os do curso de ilustração da Lisbon School of Design – LSD.

Entretanto, obteve também uma bolsa no Newspectrum, de jornalismo em crioulo, e está a trabalhar com a Lisboa Crioula do cantor Dino d’Santiago.

Tem uma parceria com o maior jornal brasileiro, Folha de São Paulo, no projeto Onde se Fala Português, e para publicação de textos em francês com o jornal suíço, 24 Heures.

Tem também uma parceria com os vídeos do People of Lisbon, um projeto do irlandês Stephen O’Regan e Rita Ansone, a viver em Lisboa, e que com pequenos filmes, mostra a diversidade de Lisboa ao mundo.


Transparência

Veja aqui o nosso registo de interesses e transparência.