A primeira semana da Mensagem de Lisboa foi muito interessante e emocionante. Foi interessante porque confirmámos as várias ideias que estavam na base deste projeto. Que há público para um jornalismo mais próximo, mais perto das pessoas, a contar as histórias que ninguém conta. Que Lisboa tem falta de espaços de discussão e onde as pessoas possam ouvir e ser ouvidas. E, talvez mais que tudo, que há uma cidade inspiradora à espera de ser conhecida.

As reações da comunidade

Foi emocionante porque a reação que tivemos a este projeto foi bastante maior e mais rápida do que julgávamos ser possível. Foram incríveis as mensagens que recebemos a dizer que estávamos no caminho certo, a dar-nos incentivo e conselhos. Muitas dessas mensagens estão neste slideshow:

Além de todos estes – e houve muitos mais – também tivemos uma referência no DN da Madeira, numa crónica do diretor Ricardo Miguel Oliveira que pode ler aqui. O Público deu-nos as boas vindas. E o site Meios e Publicidade também, com uma entrevista.

E também lá fora

Foram também muitas as reações que tivemos no meio jornalístico internacional, onde a ideia de um jornal, um café e uma comunidade colhem muito boa vontade – sobretudo tendo em conta a crise dos media, que é mundial, e a vontade que toda a gente tem de encontrar soluções. O jornalismo comunitário é uma tendência sobretudo no mundo anglo-saxónico. O projeto foi referido no site da Wan-Ifra. No site mexicano sobre jornalismo, Medios Massivos.

De entre as mensagens que recebemos, sobretudo do World Editors Forum, estas:

“Wow, that proyect blow up my mind!!! Please tell us how it goes. I have always belive that reading a newspaper is more a playful-interactive activity than a political one.
Coffee and a digital news is just that
(Uau, esse projeto encantou-me. Por favor, digam-nos como vai. Sempre acreditei que ler um jornal é mais uma atividade lúdica – interativa do que política. Café e notícias digitais são isso.)
Martha C. Ramos Sosa, Directora General Editorial, Organización Editorial Mexicana

“I love this. Exactly what local journalism should be. Congratulations.
Eu amo isto. Exatamente o que o jornalismo local deveria ser. Parabéns”
Bongani Siqoko, Group Strategy, Grupo Arena, África do Sul

“Such a beautiful clean design. Crystal clear. Many congratulations.
Um design tão bonito e limpo. Claro como o cristal. Muitos parabéns.
David Walmsley, diretor Globe and Mail, Canada

“Wow! Congratulations! It looks amazing…Vibrant, elegant, and joyful, just as Lisbon. By looking at the pictures, you can see how it reflects the city and its people. Best of luck!
Uau! Parabéns! Parece incrível … Vibrante, elegante e alegre, assim como Lisboa. Olhando as fotos, você pode ver como isso reflete a cidade e seu povo. Boa sorte!
Chani Guyot, CEO e Publisher, RED/ACCIÓN, Argentina

Outras mensagens

Recebemos ainda mensagens de incentivo e sugestões de vários especialistas como Vincent Peyregne, diretor da Wan-Ifra…

Patricia Torres-Burd, especialista em financiamento dos media, do MDIF

De jornalistas como Shirish Kulkarni, do Bureau of Investigative Jounalism/Local:

Ou o representante do Facebook para os media ibéricos:

Ou ainda Rasmus Kleis Nielsen, diretor do Reuters Institute,

De Wolfgang Blau, ex-CEO da maior editora internacional de revistas Condé Nast:

E o guru da cidade de 15 minutos

Uma em especial, causou grande orgulho, a partilha que Carlos Moreno, o urbanista e criador do conceito de 15 minutos que partilhou a nossa reportagem sobre o tema:

Claro que tudo isto está ainda no princípio, e portanto o plano agora é… manter o plano. Ir crescendo incrementalmente, com os projetos que já temos a correr, outros que surgiram em mensagens e emails. Conseguir mais financiamento para fazer crescer o projeto: em pessoas, ideias, meios. Para isso, contamos convosco.

E, sobretudo, queremos voltar ao nosso café, A Brasileira, e começar a fazer dela o pivot desta nova Lisboa.

Para conhecerem melhor o projeto podem também ler aqui:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *