Receba a nossa newsletter com as histórias de Lisboa 🙂

As reportagens e histórias da Mensagem vão passar a ser partilhadas no Brasil no jornal Folha de São Paulo. A parceria faz parte de um projeto com reportagens de e sobre países de língua portuguesa chamada Onde se Fala Português, lançada esta semana e que é uma grande aposta do jornal brasileiro

“Vai ficando cada vez mais distante o tempo em que o universo lusófono abrigava países separados pela mesma língua. O bem-sucedido acordo ortográfico ajudou a diminuir as distâncias entre os falantes da língua portuguesa, ação também impulsionada por fatores como a difusão cultural cada vez maior entre os países que compõem essa comunidade, uma migração significativa —como a de brasileiros para Portugal”, diz o site de apresentação do projeto.

A primeira reportagem partilhada nesta página que pretende chegar aos “260 milhões a 280 milhões de pessoas em nove países e em mais alguns territórios da América, da Europa, da África e da Ásia” foi a história dos atores e atrizes brasileiros que encontraram refúgio em Portugal publicada na Mensagem em março – mas que se mantém super atual.

Rapidamente se tornou o artigo mais lido durante a manhã em todo o jornal, sendo inclusivamente partilhado na homepage com destaque – no que prova o interesse por estes temas do lado de lá do Atlântico. Na verdade, o artigo também já tinha sido um dos mais lidos da Mensagem, quando foi publicado.

Na nova página digital do projeto, haverá reportagens sobre todos os países da CPLP – e as histórias de Lisboa da Mensagem. Em Portugal, também o jornal Público é parceiro do projeto.

Este é um projeto muito acarinhado pelo administrador do Grupo Folha, Antonio Manuel Teixeira Mendes, de origem portuguesa. Nasceu por causa de uma pesquisa da Datafolha, a área de sondagens do grupo, em 2018, sobre a perceção dos brasileiros que desejavam deixar o país, em que Portugal apareceu em segundo lugar como possível destino, com 8% das menções, atrás dos EUA, com 14%. “Não era mais uma relação de imigração, mas de troca, sobretudo entre os brasileiros de classe média que começaram a se mudar para lá”, diz António. “Eles descobriram, então, uma nova relação de proximidade, além da proporcionada pela língua, uma sensação de pertencimento. Foi uma espécie de epifania.”

O mesmo acontece deste lado do Atlântico, sobretudo em Lisboa, lugar desse encontro. A comunidade brasileira na cidade tem sido um dos alvos da Mensagem, desde a primeira hora – um jornalista brasileiro com romantismo e prazer de escrita, Álvaro Filho, integra a equipa desde a hora zero.

No caso da Mensagem há mais nesta história de encontros e coicidências: a nossa base é o café A Brasileira, no Chiado, fundado pelo emigrante português no Brasil, Adriano Telles, casado com a filha de um produtor de café de Minas Gerais e, torna viagem, grande difusor do hábito do café deste lado.

“Boa parte do mundo que é Lisboa é brasileira”, diz a diretora da Mensagem, Catarina Carvalho. “Sendo a Mensagem um jornal da cidade, comunitário, próximo das pessoas, temos muitas ligações com a comunidade brasileira que aqui vive. É muito importante e uma enorme honra para um projeto tão jovem como a Mensagem este encontro com a Folha.”

As reportagens do novo projeto vão abordar temas como cultura, turismo e gastronomia e terão o objetivo de apresentar aos leitores aspectos que unem as nações lusófonas, assim como suas peculiaridades. A ideia, diz a Folha, é que o projeto Onde se Fala Português ajude a preservar essa riqueza e a aumentar a compreensão mútua entre os povos lusófonos ━não apenas a linguística. E termina com um “Ora pois”.

Entre na conversa

2 Comentários

  1. Fantástico, Mensagem!
    Muitos parabéns pela qualidade, interesse e abertura de horizontes. Sabe tão bem ter um jornal assim, tão próximo de mim ;-).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.