Publicado emCrónica

O dia em que dancei com Amália

Estamos ainda, este ano, a celebrar o centenário da maior artista que alguma vez este pequeno país viu nascer: Amália Rodrigues. Digo ainda porque o centenário cumpriu-se em 2020 mas, devido à pandemia, o Museu do Fado – mestre de cerimónias desta efeméride – resolveu (e bem!) prolongar os festejos até junho deste ano. Por […]