Receba a nossa newsletter com as histórias de Lisboa 🙂

Publicado emOs Ventos da Cidade

Parto: poema dedicado à Liberdade, por Alice Neto de Sousa

Parto À Avenida da Liberdade O seio vai caído na calçada,A mulher, anda a passos, contraídos,Cada passo uma contração,Uma sequência de partos perdidos,Freados na liberdade ensaiada,De uma mulher livre,Descontrolada. O ventre vem caído na estrada,Algo mais vem de mão dada,Tropeça, nas águas de parir,Ajeita a placenta sem ver,Deita na cama, sem dormir,num vaso vazio, a […]