Publicado emCidade-mãe

Um cabrito na varanda

Apesar de ter nascido na capital e ter vivido sempre em prédios, não foi por isso que não tive contacto com animais vivos, até porque na minha infância os aviários estavam ainda por explorar e, se queríamos comprar um peru ou um frango, tínhamos de ir à praça (era assim que a minha mãe chamava […]