Ilustração: Nuno Saraiva

Receba a nossa newsletter com as histórias de Lisboa 🙂

Comecemos pela escassez deste bem essencial à vida: a água. Não restam dúvidas que se trata de um recurso finito. Já sentimos que a seca é uma realidade e não um argumento cinematográfico. Podemos, nós consumidores, agir?

Poupe água na casa de banho

» Tome duches rápidos em vez de banhos de imersão.

» Não deixe a torneira aberta enquanto escova os dentes ou ensaboa as mãos. Por minuto, poupa 6 litros de água.

» Esteja atento a autoclismos e torneiras que pingam. Sabia que dez pingos por minuto equivalem a um copo por hora ou seis litros por dia?

» Os autoclismos com dupla descarga são aqueles que permitem maiores poupanças. Caso não tenha um deste tipo, poderá reduzir o desperdício optando por:

•          Regular o parafuso de plástico que comanda a boia, podendo poupar até quatro litros por descarga completa;

•          Ou pode comprar mecanismos de dupla descarga ou de interruptor de caudal, que se adaptam ao autoclismo.

» Limpe regularmente os orifícios de saída de água do chuveiro, pois as obstruções de calcário causam consumo desnecessário de energia.

Reduza o consumo de água na cozinha

» Não deixe a água a correr enquanto lava a loiça à mão.

» Use as máquinas de lavar loiça ou roupa apenas com carga completa, sem recorrer a ciclos com pré-lavagem.

» Prefira os programas eco. Em média, o consumo com o programa eco face ao programa principal, pode poupar até cerca de 25% em eletricidade e cerca de 20% em água.

» Planeie as suas refeições com tempo e descongele os alimentos com tempo, no frigorífico, evitando o uso de água da torneira.

» Utilize redutores de caudal nas torneiras.

Poupe água no jardim ou na horta (sobretudo se se tratar de um espaço comum do prédio ou condomínio)

» Deve regar as plantas nas horas de menor calor, de preferência à noite, para evitar perdas por evaporação.

» Se optar por um sistema de rega “gota a gota” consumirá menos do que com a rega por aspersão.

» No verão, não corte a relva muito rente para permitir que o solo se mantenha húmido durante mais tempo.

» Pode sempre aproveitar a água de lavagem da fruta e dos legumes para lavar pavimentos exteriores ou regar o jardim.

Outros gestos comuns que diminuem o consumo

Um comportamento adotado por muitas pessoas é o de recolher a primeira água do duche até chegar a água quente, permitindo assim encher depósitos comuns para lavar o chão, as escadas do prédio e as garagens ou ainda regar os canteiros de flores.

Manutenção preventiva do sistema de abastecimento, contadores e canalizações do prédio é essencial para evitar o desperdício.

No caso de existir uma piscina no seu condomínio, avaliar a compra de uma cobertura para tapar a piscina sempre que não esteja no horário de utilização.

Não se esqueça de denunciar perdas de água no exterior: ruturas, entupimentos e regas automáticas que trabalham em dias de chuva.

A DECO pode apoiar! A DECO sempre consigo!

Veja aqui mais perguntas e as respostas da DECO aos problemas com vizinhos e na cidade

Entre na conversa

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.