Publicado emCidade

Reduzir limite de velocidade e deixar de chamar acidentes: zero mortes na estrada em Lisboa “não é uma utopia”

Ao longo do século XX, a responsabilidade da segurança nas ruas da cidade foi sendo passada da política para a individual – e há uma certa culpabilização de quem utiliza as vias e acaba interveniente direto em acidentes rodoviários. Ou devemos chamar-lhes sinistros? É esta a ideia de Mário Alves, engenheiro civil e especialista em […]