Receba a nossa newsletter com as histórias de Lisboa 🙂

A processar...
Feito! Obrigado pelo seu interesse.
Publicado emUm ponto é tudo

Crioulos nossos

No dia em que as cinzas de Bana partiram da sua cidade, Lisboa, eu pensei na sua cidade, Mindelo, de onde elas voltariam a partir, mar fora. Misturar mundos era a homenagem que eu lhe prestava. Lembrei-me, ainda, de uma canção dele que me empurrou a ir ter comigo. Para a minha Luanda, 1967, 68, […]

Publicado emCrioulo

Dino D’Santiago: “Jornalismo na kriolu ê um kumeço di narrativa ki ta ben kaba ku um monti di preconceito”

Não estranhem, vizinhos e vizinhas, o texto que se segue é em crioulo – crioulo cabo-verdiano. É o pontapé de saída do novo projeto de jornalismo em crioulo feito na Mensagem – apadrinhado por Dino D’Santiago, e a sua plataforma Lisboa Criola e apoiado pela iniciativa europeia Newspectrum, que promove o jornalismo em línguas minoritárias […]

Publicado emCidade

Dino D’Santiago: “A minha Lisboa é uma cidade aculturada e tem os olhos mais abertos. É o epicentro da cultura que se misturou de forma incrível”

Esta é uma conversa que estava há muito adiada, entre a Mensagem e Dino D’Santiago. Desde logo porque Lisboa é uma cidade dele. De que fala, sente, sobre a qual teoriza e que marcou para sempre com o tema Nova Lisboa. Depois, porque a Lisboa de que ele fala é a nossa: misturada, poética, enérgica […]

Publicado emCrónica

Badiu, Dino e utopia

Eu já gostava do Dino d’Santiago quando só conhecia a música dele. Apanhou-me com o anúncio de um Mundu Nôbu, de uma Nova Lisboa, e essa esperança em forma de música fez parte de muitas conversas em que participei, muitas ideias que discuti, algumas das quais vivem hoje nesta nossa Mensagem de Lisboa. Este jornal […]

Publicado emReportagem

“Nu sta djunto”. Vítor tem uma marca de roupa, vende livros e dinamiza a Cova da Moura

“Nu sta djunto” é “estamos juntos” em crioulo de cabo-verde. Foi assim que Vítor Sanches terminou as mensagens a combinar o encontro, mesmo sem nos conhecermos pessoalmente. À hora marcada, estava no local marcado, onde mais tarde percebi que há uma fronteira bem delimitada. Uma estrada de duas vias para cada lado a marcar essa […]

Publicado emBairros

“Chelas, nha Kau”. O filme premiado que mostra como é crescer no lado B da cidade

“Chelas city, meu lugar, Zona I, Zona M, Zona J, Zona L, N1, N2; Somos nós; Estamos juntos e misturados; União de todos os bairros; Amador, Flamenga; Loios e Condado; Alfinetes, Amendoeiras” (rap Chelas City) Luís, Carlos, Hugo, Sandro, Rita. Querem ser músicos, gravar um videoclipe, mostrar o melhor ângulo para a câmara, exibir o […]