Receba a nossa newsletter com as histórias de Lisboa 🙂

A processar...
Feito! Obrigado pelo seu interesse.
Publicado emCrioulo

A Mensagem é a minha revolução sem cravos *

Em 2002, quando vim ter a minha primeira filha, tinha intenções de permanecer em Portugal, mas sempre me disseram que não era possível encontrar emprego na minha área. E eu acreditei. Vir para Portugal foi a solução que encontrei perante o alto índice de mortalidade materna e neonatal no meu país de origem – Guiné […]

Publicado emCrioulo

Dino D’Santiago: “Jornalismo na kriolu ê um kumeço di narrativa ki ta ben kaba ku um monti di preconceito”

Não estranhem, vizinhos e vizinhas, o texto que se segue é em crioulo – crioulo cabo-verdiano. É o pontapé de saída do novo projeto de jornalismo em crioulo feito na Mensagem – apadrinhado por Dino D’Santiago, e a sua plataforma Lisboa Criola e apoiado pela iniciativa europeia Newspectrum, que promove o jornalismo em línguas minoritárias […]

Publicado emCidade

Dino D’Santiago: “A minha Lisboa é uma cidade aculturada e tem os olhos mais abertos. É o epicentro da cultura que se misturou de forma incrível”

Esta é uma conversa que estava há muito adiada, entre a Mensagem e Dino D’Santiago. Desde logo porque Lisboa é uma cidade dele. De que fala, sente, sobre a qual teoriza e que marcou para sempre com o tema Nova Lisboa. Depois, porque a Lisboa de que ele fala é a nossa: misturada, poética, enérgica […]

Publicado emCrónica

Badiu, Dino e utopia

Eu já gostava do Dino d’Santiago quando só conhecia a música dele. Apanhou-me com o anúncio de um Mundu Nôbu, de uma Nova Lisboa, e essa esperança em forma de música fez parte de muitas conversas em que participei, muitas ideias que discuti, algumas das quais vivem hoje nesta nossa Mensagem de Lisboa. Este jornal […]

Publicado emCrónica

Dino D’Santiago, mais do que um músico, é um movimento cultural | Dino D’Santiago, más di ki artista, ê un muvimentu kultural

Nina Simone dizia que “um artista é aquele que reflete o seu tempo.” No Portugal dos idos tempos do fascismo, tivemos Zeca Afonso e seus companheiros de luta na música de intervenção. Hoje, quando os escutamos, ainda sentimos a importância histórica e sociológica para a época e para os dias atuais. Cada canção é página […]